Nutrir nas Escolas Professora cria desafio para envolver pais e filhos

O desafio criado pela professora Shirley Gomes da Silva para o Nutrir nas Escolas não é apenas para as crianças do Estágio 1 (4 a 5 anos) da EPG Manoel Bomfim, de Guarulhos (SP). Os pais também foram convidados a se juntar – e estão bastante participativos! Shirley criou um livro que está sendo construído aos poucos a partir das atividades realizadas: a cada semana, ela transforma um alimento saudável em um personagem, que se apresenta no livro e conta quais são seus nutrientes e benefícios para a saúde. O desafio dos pais é preparar, junto com seus filhos, uma receita por semana com os alimentos sugeridos no livro.

Os pais fotografam as receitas e enviam as imagens para a professora, para que sejam incluídas na seção de desafios do livro, dedicada aos desafios semanais enviados aos pais. Cenoura, banana e outras frutas e legumes já viraram ingredientes de sucos, saladas, bolos e muitas comidas deliciosas. “Procuro selecionar alimentos que as famílias têm mais contato em casa e condições de comprar”, acrescenta Shirley. Às vezes os desafios incluem misturas de ingredientes, como salada de frutas e sopa de legumes.

As crianças também dão sugestões para a professora, especialmente depois que conheceram a origem dos alimentos. “Muitas não sabiam diferenciar legumes de frutas. Quando eu perguntei de onde vinham os alimentos, elas disseram que era do mercado”, conta a professora. Os desafios estão fazendo tanto sucesso, que os próprios alunos cobram os pais para realizá-los. “Os alunos ficaram muito empolgados, querendo cumprir os desafios, fazer até o final”, diz Shirley. Não são todos os pais que aceitaram participar, mas a professora conta que algumas mães já comentaram que estão adorando fazer as receitas.

Outro desafio que deixou as crianças bastante envolvidas é O mundo das especiarias, em que elas fizeram águas aromatizadas com cravo, canela e manjericão. Shirley deixou garrafas com as águas aromatizadas disponíveis na sala de aula para os alunos beberem quando quiserem. Se antes a turma não costumava beber água, agora pedem para a professora várias vezes ao dia. “Falei com os pais para que as crianças trouxessem copinhos, assim cada uma tem seu copo para beber água durante as aulas”, explica.

No desafio A pele da terra, os estudantes coletaram restos de alimentos da escola em um pequeno balde para colocar nos microdecompositores. Agora a professora vai planejar o desafio Histórias saborosas – mas as atividades relacionadas à alimentação e nutrição não param por aí. Shirley está realizando com a turma várias atividades para ampliar o conhecimento das crianças sobre a diversidade de alimentos, como um dominó e um alfabeto com frutas e legumes. Elas estão sendo reunidas em um caderno de atividades, com o intuito de mostrar a relação entre o conteúdo de alimentação e os temas do planejamento escolar.