Carregando...

Gestores Identificar hábitos alimentares

Sobre Nós

Meu nome é Maria Otilia Fonseca Boiani, trabalho na Emef. Prof. Gabriel Sylvestre Teixeira de Carvalho  como Assistente de Direção. 

Acompanho os alunos dos anos iniciais até os 9ºs anos, acompanhando mais de perto os dos 1ºs aos 5ºs anos. Diáriamente participo da hora do intervalo podendo observar como aceitam a merenda oferecida na escola e como participam das brincadeiras, evitando que se machuquem correndo ou brigando. 

Escolhi os alunos dos 4ºs anos "A" e "B" para responderem ao questionário no laboratório de informática, por serem do curso interdisciplinar,  serem "quase" todos alfabetizados, com bastante maturidade e criticidade.

Minha escola se localiza no Pq, Maria Domitila, tem 22 projetos do "Programa mais Educação" nos contra turnos com uma frequência de 99% e uma grande procura pelos cursos, por todos os alunos de todos os anos.  Oferecemos uma Educação diferenciada, procurando sempre, atingir uma "Educação de Qualidade".

Um dia nunca é igual ao outro na vida de nossos professores, alunos e funcionários.

Amo minha escola, meus companheiros de jornada e meus alunos.

Passo a Passo

Primeiro conversei com a professora do Laboratório de Informática, para usar as aulas com os 4ºs anos respondendo ao questionário.

Mostrei o projeto, como chegar ao questionário e o qual seria o objetivo do questionário: "Identificar hábitos saudáveis de alimentação".

Conversei com a professora Sandy e com a professora Rosenei, regentes dos 4ºs anos, explicando o projeto e deixando-as á vontade para elaborarem alguma atividade envolvendo os hábitos alimentares, após as respostas do questionário.

Conversei com todos os alunos em sala de aula, explicando como seria a aula de informática nesse dia e como responder de maneira franca, sem medo e sem brincadeiras. Todos seriam beneficiados após a atividade realizada e aprenderiam muita coisa sobre a importância de uma alimentação saudável para eles e também para levar como orientação, para suas famílias.

 

Objetivos

Me propuz  identificar os hábitos alimentares de cada um, para poder orientá-los sobre alimentos nocivos á saúde e os benéficos. A importância de uma boa alimentação para o crescimento e bem estar das pessoas, bem como fazer deles "porta-vozes" de uma boa alimentação para os colegas e familiares. 

Com orientação e educação, eliminar o consumo de salgadinhos, doces e refrigerantes e incentivar maior consumo de frutas, verduras, proteínas e legumes. 

 Também fazer com que  apreciem e aproveitem melhor  a merenda escolar, pois lá se encontra tudo que é necessário para ser saudável e forte.

 

Avaliação

Após as respostas dos alunos, tabulei os índices dos resultados e mostrei-lhes que muitos estavam comendo salgadinhos, chicletes, refrigerantes, suco artificial, chips, etc. e que esses hábitos teriam que ser mudados. Como o resultado de que gostariam de ter uma aula sobre alimentação saudável foi alto, desafiei-os a repassar o que aprenderam para os amigos de outras salas.

 Aceitaram o desafio e um grupo de alunos passou pelas salas dos alunos dos 1ºs, 2ºs, 3ºs e 5ºs anos repassando o que haviam aprendido. Surpreenderam a todos quando estimulavam os colegas a comer a merenda da escola,  porque era muito saudável e feita com carinho pelas merendeiras,  para todos.

 

 

Quem Participou

Foram envolvidas as professoras das salas dos 4ºs anos, a professora de Informática e os coleguinhas que ouviram os ensinamentos do grupo responsável por passar nas salas para falar um pouco do que tinham aprendido.

Conexões

Consegui pois na minha funçaõ de Assistente Direção, pude também reger aulas de alimentação aos 4ºs anos e aproveitar para que aceitem melhor  a comida oferecida pela escola, compartilhar docência com minhas professoras e aprender muito com meus alunos. 

Desdobramentos

Teve desdobramento positivo porque elaborei uma planilha de apreciação das refeições,(foto) e pedi para que os alunos a respondessem com carinhas sorridentes, tristes ou meio tristes meio sorridentes.  Ao término das respostas da ficha, pude comprovar o que realmente já supunha.

Após a tabulação das respostas com os alunos, pude perceber que um grande número de alunos não aprovavam as refeições que tinham no cardápio beterraba, peixe e ovo

Os alimentos mais apreciados foram: arroz, feijão, frango, maçã, melancia, laranja.

Orientei as merendeiras a enriquecerem o cardápio com receitas diferenciadas, envolvendo os alimentos menos apreciados. 

A professora Vanessa (de Informática) aproveitou os gráficos  do questionário e montou cartazes para que eles pudessem visualizar o índice das respostas.

Ampliou as aulas, aproveitando os gráficos para ensiná-los a usar o excel,  assistiram a um filme sobre alimentação saudável.

Alegrias

O que me deixou mais satisfeita, foi ver os alunos orientando outros colegas a pensarem numa alimentação mais saudável e dizendo que não deveriam mais consumir "salgadinhos" e refrigerantes.

Nem Tudo São Flores

Apenas a escola não é capaz de modificar hábitos. A educação pode proporcionar oportunidades e ampliar opções. 

As mudanças são momentâneas se não houver a parceria das famílias. Ainda recebemos reclamações de mães que insistem em mandar lanches "NAO" saudáveis para as crianças na escola, aos quais orientamos a não mandar, para que aceitem a merenda escolar com sabor   

Expectativas

Espero avançar na proposta de uma educação saudável levando para os alunos dos outros anos, informações focando o valor da alimentação saudável.

Fazer com que toda a equipe escolar também se engaje na preparação de um cardápio diferenciado, saudável e bem apreciado por todos.

As mudanças virão com os hábitos e com a educação.

Revisão

Faria com que alguns alunos se tornassem" Masterchefs" mirins para que educassem e executassem as receitas com mais alimentos saudáveis.

Respostas do quiz