Carregando...

Educação Infantil O mundo das especiarias

Sobre Nós

Sou professora há quase 30 anos. Desde pequena, ouvia meus pais dizendo que tinha de comer muitas frutas, verduras e legumes saudáveis, para crescer forte e saudável. Bem, elas não eram o que eu preferia mas por obediência, comia. Papai preparava hortas de encher os olhos. Minha avó preparava pratos saborosos , nutritivos e muito coloridos. Ela dizia que se consumíssemos legumes, verduras e frutas crus, aproveitaríamos o máximo das vitaminas. Mulher sábia, lia muito sobre isso. Depois, aos poucos fui incentivada de maneira lúdica, que os alimentos além de necessários à nossa saúde e desenvolvimento, também contam histórias de muitos povos. Caí , então nas graças de bons pratos. Hoje, tento passar aos meus alunos, o gosto por um "bom prato" da mesma maneira em que fui a ele apresentada. Meus alunos e alunas são oriundos de uma região com uma vasta riqueza cultural e ambiental, mas em contrapartida os moradores desta região carecem de serviços básicos de saúde, infra-estrutura urbana, moradias adequadas, equipamentos comunitários... A nossa escola possui um espaço pequeno em relação ao número de pessoas que nela circulam, e para melhorar as formas de ocupação e divisão desse espaço o trabalho pedagógico é realizado em salas ambientes para um total de 488 alunos atendidos em dois turnos de funcionamento diário.

Passo a Passo

  • Conversa e registro (recorte, colagem e escrita) sobre a alimentação preferida das crianças;
  • Registro dos alimentos mais consumidos na família;
  • Identificação de semelhanças e diferenças entre hábitos alimentares dos alunos;
  • A utilização de ervas e temperos no preparo da comida preparada pelas mães;
  • Apresentação de variados tipos de ervas utilizando-se do tato, olfato e  o paladar;
  • Jogo da memória olfativa, para que as crianças possar tentar descobrir qual é a erva ou tempero em questão,
  • Colagem com temperos e ervas desidratadas.
  • Visitas e mais visitas à nossa horta, para o plantio de sementes e mudas de variados temperos;
  • A prazerosa sensação de mexer com a terra e sentir seu perfume;
  • E por fim a colheita e entrega dos mesmos às merendeiras para que os mesmos fossem incorporados à merenda de todo dia,um presente, de todos e para todos.

Objetivos

 Promover o consumo de alimentos saudáveis e a consciência de sua contribuição para a promoção da saúde de uma forma atraente, lúdica e educativa, bem como apresentar ervas e temperos que, além de deixar nossos pratos mais saborosos, fazem bem para a saúde de nosso corpo.

Avaliação

Ao final da atividade, grande parte dos alunos, já sabiam discernir apenas pelo cheiro e ou sabor, qual era a erva ou tempero em questão.

Quem Participou

Professoras, coordenadora  e merendeiras que se propuseram a ajudar no preparo e desenrolar da atividade.

Conexões

Sim, pois fizemos arte com os temperos. Não sou especialista na área de Arte, mas adoro tudo que a ela se refere percebo que as crianças adoram explorar e experimentar. A criança tem uma mentalidade semelhante a do artista, pois ambos ingressam facilmente no mundo do faz de conta, aplicando o dom de fantasiar a tudo. 

Desdobramentos

Sim, pois desenvolvemos várias atividades, além de trabalhar com Arte. Todas as áreas do conhecimento foram adaptadas ao projeto.

Alegrias

Ver a alegria das crianças em participar das atividades propostas.Auxiliando e trocando ideias uns com os outros.

Nem Tudo São Flores

Acho que tudo correu conforme o esperado, mas com certeza seria melhor se tivéssemos um espaço físico maior.

Expectativas

Que eles apreciem mais e consumam mais os alimentos evitando o desperdício e que levem esse conhecimento às suas famílias.

Revisão

Começaria este projeto mais cedo, no início do ano, para dar prosseguimento durante o ano todo, atrelado aos demais conteúdos da grade curricular.